O Supremo Tribunal Federal (STF) marcou nesta terça-feira (26) a volta das atividades presenciais na Corte para o dia 3 de novembro e vai exigir certificado de vacinação do Ministério da Saúde.

As regras, editadas em uma resolução assinada pelo presidente do STF Luiz Fux, determinam que todos os frequentadores do STF, tanto o público interno quanto o público externo, deverão apresentar comprovante de vacina.

Quem não estiver vacinado terá que apresentar um teste negativo para Covid realizado até 72 horas antes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui