Um estudante acusado de se passar por médico foi preso nesta sexta-feira (22) em Feira de Santana. O flagrante ocorreu no início da manhã desta sexta-feira (22) quando o suspeito tinha terminado de atender o primeiro paciente do dia.

Policiais civis esperaram o paciente sair e deram voz de prisão ao estudante, que ainda não teve a identidade revelada. O caso foi levado ao conhecimento da Polícia dias atrás pelo presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, vereador Emerson Minho (DC). Há a suspeita de que o padrasto do estudante, que seria médico, teria permitido o uso do carimbo do Conselho Regional de Medicina (CRM) pelo suspeito.

Conforme o delegado Alisson Carvalho, que investiga o caso, o estudante chegou a fazer também procedimentos como injeção e enfaixamento. O acusado vai responder por suspeita de exercício ilegal da profissão, com pena de seis meses a dois anos de prisão, além de falsidade ideológica de documento público, com pena de um a cinco anos de detenção.

Em agosto, foi descoberto que cinco falsos médicos atuavam em Jitaúna, no Médio Rio de Contas, Sudoeste baiano, o que ocasionou a fuga do grupo para cidades do Espírito Santo e Amazonas.

O caso foi descoberto pela Polícia Federal (PF) em Vitória da Conquista (lembre aqui). (Atualizado às 12h34)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui