O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta segunda-feira, 21, durante audiência da Comissão Temporária da Covid-19 no Senado Federal, que o órgão não trabalha com mudança de estratégia em relação ao uso da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan.

Queiroga foi convocado para prestar esclarecimentos sobre o Plano Nacional de Imunização (PNI) e sobre medidas de combate à pandemia. A comissão é presidida pelo senador Confúcio Moura (MDB-RO).

Questionado sobre a possibilidade de deixar de aplicar a vacina do Butantan na população brasileira, o ministro afirmou que a ação não faz parte dos planos da pasta. “Não há nenhum tipo de mudança de estratégia sobre esse imunizante”, afirmou.

O próprio Instituto Butantan esclareceu a informação: de acordo com a entidade, a Coronavac apresentou uma taxa de efeitos adversos de 0,02%, o que confirmou a segurança.

O imunizante também se revelou eficaz na contenção da disseminação da variante brasileira. No Senado, Queiroga disse que o fármaco “tem sido útil ao Programa Nacional de Imunização (PNI)”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui