A família do menino que sofreu traumatismo craniano após cair de uma atração no Beto Carrero World em Penha, no Litoral Norte catarinense, no sábado (19), arrecadou dinheiro para pagar a visita ao parque, como um presente de aniversário para a criança. Segundo Ana Claudia Lima, amiga da família, o valor foi dividido entre pessoas próximas do garoto, que fez 6 anos no dia 21 de maio.

“Estão em choque o pai e a mãe. A mãe não consegue nem falar”, contou a mulher que está cuidando da filha mais nova do casal, de 2 anos, no Paraná. 

Segundo a administração do local, o menino estava na estrutura de uma estátua de um gorila, onde os visitantes costumam tirar fotos, quando ocorreu o acidente. Ele sofreu traumatismo craniano, segundo a amiga da família.

Durante o passeio de sábado, o menino estava acompanhado da mãe, do pai e da madrinha. A família é de Curitiba (PR).

“Ele ganhou de presente essa viagem, essa ida para o parque. Foi a primeira vez que eles foram”, disse Ana. 

Chovia no parque no momento do acidente o que, segundo Ana Claudia, pode ter feito o local ficar liso. Após o acidente, a criança foi levada ao hospital. A mãe acompanhou a viagem na viatura, enquanto o pai e a madrinha foram com um motorista de aplicativo até Itajaí, na mesma região.

“Ele é bem ativo, uma criança bem ativa. E ele pediu para que tirassem foto lá e, daí na hora que foram tirar aconteceu isso”, contou.

O garoto foi levado pelos Bombeiros que trabalham no parque até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). De lá, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) o encaminhou ao Hospital Pequeno Anjo, em Itajaí, na mesma região.

O menino passou por cirurgia na madrugada de sábado. Na manhã desta segunda-feira (21), ele seguia internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), respirando com ajuda de aparelhos. Um novo boletim médico será divulgado para a família às 14h.

Em nota, o Beto Carrero World afirmou que atendeu o menino após a queda e que está prestando apoio para a família. O parque abriu normalmente nesta segunda-feira (21). O G1 também procurou a Polícia Civil no fim desta manhã para saber se o caso será investigado e aguarda retorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui