Em celebração ao Dia Nacional de Combate às Drogas e ao Alcoolismo, que ocorreu no dia 20 de fevereiro, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho de Ribeira do Pombal promoveu um evento no CRAS Luiz Viana com o objetivo de conscientizar usuários e familiares sobre os riscos e danos causados pelo uso de álcool e drogas.

Com o tema sobre álcool e outras drogas, os participantes puderam assistir a uma palestra ministrada pelo médico Clinico Geral, Dr. Carlos Domini, pela Assistente Social Karina Rodrigues, pela coordenadora do CAPS, Psicóloga Natasha Latini, pela Assistente Social do CRAS Thaiane Silva, pela Psicóloga Iris Rafaela e pelo Irmão Ezequias, responsável pelo projeto Vidas sem Fronteiras.

A Dependência química é uma doença que se apresenta como um problema social e merece respeito e tratamento adequado. Este evento foi realizado para reforçar que o vício não é “frescura”, é uma doença que requer tratamento, como enfatizou o Clínico Geral Dr. Domini, e é de extrema importância o apoio da família e da sociedade em geral. Os usuários do CAPS estiveram presentes e participaram de uma dinâmica que abordou questões como a diferença entre drogas lícitas e ilícitas; os problemas causados pelo uso de álcool e drogas; como reduzir os danos e qual é o papel da equipe técnica do CAPS no tratamento desses usuários.

A presença dos integrantes do projeto Vida sem Fronteiras serviu não apenas para mostrar que é possível se libertar do vício, com testemunhos de pessoas de 18 a 80 anos que tiveram suas vidas transformadas com tratamento contínuo, recuperação e reintegração na sociedade, mas também encorajar aqueles que ainda tem medo de mudar. O projeto tem como objetivo acolher e fornecer serviços de natureza contínua para os dependentes de drogas e álcool que necessitam de residência terapêutica.

“É uma ação de suma importância não apenas para as pessoas que fazem uso dessas substâncias, mas também para os familiares e para a sociedade, pois são planejadas e direcionadas para o desenvolvimento humano, com base na política de redução de danos, sem necessariamente interromper esse uso, buscando inclusão social e cidadania”, destaca a idealizadora do grupo de Combate às Drogas e Álcool, a assistente social Karina Rodrigues.

A palestra foi um momento de reflexão e conscientização para todos os presentes, reforçando a importância de buscar ajuda e apoio para superar a dependência química. A equipe técnica do CAPS se mostrou comprometida em oferecer o suporte necessário para os usuários em seu processo de recuperação, ressaltando a importância do tratamento contínuo e do acompanhamento profissional.

Os relatos emocionantes dos integrantes do projeto Vida sem Fronteiras inspiraram a todos, mostrando que é possível vencer a dependência e reconstruir uma vida saudável e feliz. A luta contra as drogas e o alcoolismo é constante, mas com informação, apoio e solidariedade, é possível superar os desafios e conquistar a tão almejada sobriedade.

A Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho reafirma seu compromisso em promover ações de prevenção, conscientização e tratamento para aqueles que lutam contra a dependência química. A união de esforços de toda a comunidade é fundamental para combater esse problema de forma eficaz e garantir um futuro mais saudável e promissor para todos.

FONTEribeiradopombal.ba.gov.br
Artigo anteriorCirurgia robótica baiana será destaque em simpósio norte-americano
Próximo artigoPoliciais salvam bebê de um mês engasgado em Coronel Fabriciano (MG)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui