O advogado Paulo Roberto de Aguiar Valente Junior, 38 anos, entregou o filho à mãe Catharina Galvão, 23 anos, depois de uma nova decisão aumentar a multa de R$ 1.000 para R$ 5.000 por dia. Além disso, seriam bloqueados os cartões de crédito, CNH e passaporte do advogado.

“Minhas advogadas estavam o tempo todo pedindo. Elas continuaram fazendo o apelo e depois de muito conversar com o advogado do genitor do meu filho, foi que eles finalmente colocaram a mão na consciência e trazer meu filho de volta”, conta a mãe da criança de 3 anos.

Catharina falou ainda ao Metro1 sobre a sensação de reencontrar o filho após três meses: “Foi uma surpresa que elas [as advogadas] fizeram para mim. Eu tô em choque ainda, minha ficha ainda nem caiu”, diz emocionada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui