A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta sexta-feira (16) duas operações para desarticular uma organização criminosa especializada em fraudar contas de beneficiários do auxílio emergencial.

Os agentes buscam identificar fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas que atuam causando prejuízos aos programas assistenciais. As operações foram deflagradas no interior do estado de São Paulo.

Em campinas, os agentes comprovaram o furto de mais de R$ 135 mil do auxílio emergencial, o que indica cerca de 225 famílias lesadas.

Na região de Sorocaba, a PF cumpre um mandado de prisão preventiva contra um dos integrantes da organização criminosa que fraudou 170 pagamentos do auxílio emergencial durante a primeira rodada do programa em 2020, com prejuízo total confirmado de R$ 435 mil.

As investigações chegaram simultaneamente a braços diferentes da organização criminosa. Os agentes identificaram que os investigados estão entre os maiores fraudadores já detectados do auxílio emergencial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui